2013-10-14

OpenTripPlanner - solução opensource para o planejamento multimodal de viagens

O OpenTripPlanner é uma solução opensource( licença LGPL) voltada para aplicações de planejamento multimodal de viagens. Sua característica multimodal baseia-se na possibilidade de se planejar roteiros através de diversos meios de locomoção - tais como roteiros a pé, viagens usando veículos, viagens de ônibus, percursos com bicicleta ou ainda combinações como percursos de bicicleta e ônibus. Seu desenvolvimento foi financiado e apoiado pela agência de trânsito e transporte de Portland/Oregon/EUA (TriMet) no período de 2009 a 2011.

Características técnicas


  • planeja rotas de forma multimodal - considerando percursos a pé, requisitos de acessibilidade, de bicicleta, vias de trânsito ou transporte público 
  • para trajetos de bicicleta, considera tempo de viagem, tipo/segurança das vias e elevação do terreno como parâmetros ajustáveis de roteirização
  • exibição de gráficos de perfil para viagens a pé ou de bicicleta
  • importação de dados em formato OpenStreetMap, Shapefile, GTFS e modelos digitais de elevação
  • planeja viagens em cerca de 100ms para cidades com tamanho moderado
  • arquitetura de sistema compatível com API RESTful
  • suporte ao formato GTFS-Realtime - para serviços de alertas
  • suporte ao processo de aluguéis de bicicletas
  • suporte experimental ao algoritmo Raptor

Caracterização funcional

Fonte: Eduardo Patto Kanegae. "Soluções OpenSource no planejamento multimodal de viagens em Campinas" (out/2013, 19º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito)

Estrutura de dados

Para a implantação do OTP em uma cidade qualquer, é necessário o uso de três formatos distintos de bases de dados:

  1. Dados OSM - é usado pelo OTP para a definição de percursos a pé, de bicicleta ou veículo próprio( vias de trânsito). É possível usar dados extraídos diretamente do projeto OpenStreetMap ou você pode gerar uma base própria formatando seus dados de acordo com as especificações OSM.
  2. GTFS ( General Transit Feed Specification ) - especifica dados sobre pontos de parada, linhas/rotas de transporte público, horários de partida, tarifas e demais informações sobre o sistema de transporte público.
  3. Modelo digital de elevação - opcionalmente, pode-se usar modelos digitais de elevação para que o OTP calcule e exiba gráficos de perfis para percursos executados de bicicleta ou a pé. Uma fonte gratuita para este tipo de dados é o Mapa Índice TOPODATA.

Preparação de dados GTFS para configuração do OTP

Um roteiro detalhado sobre os arquivos essenciais que compõem uma estrutura GTFS pode ser visto no trabalho "Soluções OpenSource no planejamento multimodal de viagens em Campinas"* (Eduardo Kanegae, 2013), apresentado em 9 de outubro de 2013, durante o 19º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito.

Referências

Palavras chave: Roteirização, Transporte público, Planejamento multimodal de viagens, Sistemas de Informação Geográfica